BR-364

BR-364 ganhará anel viário na entrada para Colorado do Oeste

O DNIT ainda estuda a construção de um anel viário no trevo entre Colorado do Oeste e Cerejeiras


O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) anunciou que até 2022 o trevo entre Colorado do Oeste, Vilhena e Porto Velho estará ligado por um anel viário. A informação foi confirmada pelo Superintendente do DNIT-RO, André Santos, em um vídeo divulgado pela instituição.

A rotatória da BR-435 será construída estilo “anel viário”, que passará sobre a BR-364, dando acesso às vias de Porto Velho e Vilhena. “Nós usamos esse método, pois ali já é uma área de curva. Então ficou mais barato esse modelo, do que termos que fazer uma intervenção maior no solo, optando por uma rotatória normal”, comentou André, “com a intersecção viária, ficou mais fácil conduzir a obra”.

O projeto deverá ser protocolado até o dia 10 de março de 2021, levando cerca de 60 dias até poder ser licitado. A expectativa é inaugurar a obra até 2022, para que os motoristas que venham de Colorado possam acessar a rodovia de uma maneira mais segura.

BR-435

André também confirmou alguns projetos envolvendo a BR-435. O superintendente afirmou que há um projeto em fase inicial para adequação da rodovia. Serão implantados acostamentos, correções de curvas e outros detalhes importantes para a manutenção da pista.

“À época ela [a via] não foi implantada com a intenção de suportar o que ela suporta hoje, que é o peso da produção do Cone Sul de Rondônia”, comentou André Santos, explicando as imperfeições que apareceram com o tempo de uso da BR-435. A pista que é conhecida como a antiga BR-399, foi federalizada como a Rodovia 435 em 2015 pelo DNIT-RO.

Para uma intervenção imediata, André explicou que o Departamento construirá quebra-molas na região do Trevo. Já nos próximos meses, uma faixa de aproximadamente 2 metros será construída para que os motoristas tenham maior facilidade para acessar a BR-435. A expectativa é reduzir o número de acidentes de trânsito e tragédias no local.

OUTRA ROTATÓRIA

O DNIT ainda estuda a construção de um anel viário no trevo entre Colorado do Oeste e Cerejeiras. Nos próximos meses, um profissional será contratado para estudar a viabilidade do projeto. André Santos argumentou que a construção do anel viário visa desafogar o tráfego na rodovia, devido à grande escoação de grãos e produção na região.

Comentários Facebook
Fonte
Folha de Vilhena

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo