Regional

Comerciantes em carreata pedem reabertura do comércio em Rolim de Moura

Rolim de Moura tem 04 casos suspeitos de coronavirus e dois já foram descartados.

Com as portas fechadas a quase uma semana conforme recomendação das autoridades dezenas de comerciantes de Rolim de Moura realizaram nesta sexta-feira, dia 27, uma carreata pelas ruas da cidade, pedindo a reabertura do comércio.

Os manifestantes foram orientados a não sair dos veículos, como forma de não desrespeitar o decreto municipal que impede aglomeração de pessoas, e que usassem máscaras.

A Carreata saiu do Espaço Alternativo por volta das 08h00hrs e os veículos circularam pelas principais ruas de Rolim de Moura. Decretos municipal e estadual determinaram o fechamento dos estabelecimentos comerciais por 15 dias por causa da pandemia do Coronavírus. O objetivo dos manifestantes é pressionar para que a reabertura dos estabelecimentos seja antecipada, pois segundo eles está causando prejuízo em todos os sentidos, para eles empresários e para os colaboradores que precisam trabalhar.

“Não estamos aqui para fazer aglomeração para prejudicar as pessoas, nosso objetivo não é ato politico, é apenas para as pessoas entenderem a real situação, hoje nós não conseguimos ficar mais com o comércio fechado, infelizmente, se é para fechar, vamos fechar todos, deixar apenas os comércios necessários, supermercados e farmácia,  mas fica difícil quando o decreto deixa alguns comércios abertos e outros não, não é justo isso para a população de Rolim de Moura, enfim para o Brasil todo, daqui a pouco morrera gente de doente e de fome. A gente queria pedir os bons olhos dos governantes da nossa cidade para olhar para os comerciantes, para que revejam esse decreto de uma forma ampla, para que as pessoas possam continuar o seu trabalho de forma consciente, educada, de forma que agrega a Vigilância Sanitária, a saúde. Não podemos resolver todo o problema da saúde e esquecer da economia da nossa cidade”, destaca o empresário, Alex Oliveira.

Segundo o empresário, Daniel Pinheiro, como os colaboradores ficarão sem comida, sem salário, como cumprir com os compromissos desta forma, muitos estão com medo, mas porque plantarão isso na população. Daniel acredita que se o comércio voltar a trabalhar, será mais fácil passar pela crise, pois existe dois males, a pandemia e a economia, então o correto é lidar com a situação tendo equilíbrio, para isso,  cada um tem que ter ciência de suas obrigações, responsabilidade, se prevenir da melhor forma possível, explica.

Rolim de Moura tem 04 casos suspeitos de coronavirus e  dois já foram descartados. Nossa equipe de reportagem procurou a administração municipal e fomos informados que eles estão em reunião para decidir como resolver essa situação.

 

 

Comentários Facebook
Fonte
Rolim Notícias

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo