Regional

Descaso: Vítima de Covid-19 falece, é colocada em um saco plástico e é sepultada sem ser reconhecida por familiar em Porto Velho

O paciente que veio à óbito é de Ji-Paraná

Um jovem que perdeu seu pai para a doença, fez relatos que chocam; após viajar 3000 km para chegar até Porto Velho e fazer a liberação do corpo através de reconhecimento, se surpreendeu ao descobrir na central de óbitos, que seu pai foi colocado em um saco plástico, amarrado, e que não teria nenhuma forma de fazer o reconhecimento do corpo, nem mesmo foi realizado um registro fotográfico, para o filho saber se realmente era seu pai que ele iria sepultar.

Foram tentadas várias formas para chegar a um acordo para reconhecer, porém, nenhuma foi aceita, o que é bastante estranho.

O paciente quando é testado e está com Covid-19, ele fica isolado, mas não em um saco plástico, então qual a diferença? E o porque de não ter nenhuma imagem para reconhecimento pós falecimento?

Qual a diferença de apenas registrar para o familiar que mora longe se certificar de que se trata de fato de seu ente querido, nem que seja há uma distância de 10 metros, ou com equipamentos de EPI.

A coisa ainda vai mais longe em Porto Velho, na porta da central fica um agente funerário, que o persegue o tempo todo para não perder o cliente, importunando até ver seu dinheiro, ou seu cartão de crédito, um desrespeito total.

Quanto custa:

Para se ter uma ideia, o corpo vai em dois sacos plásticos, sem qualquer preparação para o cemitério, e isso custa 2500,00 reais, que vai para a funerária.

Eles o induz a fazer o sepultamento em um cemitério particular da cidade, que vai lhe custar mais 2500,00, totalizando 5 mil reais, e tudo isso sem saber se está de fato sepultando o seu familiar, parece ser inacreditável,  más é realidade.

Ele ainda relatou que, o atendimento é de péssimo no hospital, onde inicialmente foi colher informações de onde estava o corpo de seu pai, e ninguém sabia.

O jovem retornou para casa desolado.

Rondoniatual

Imagem Iustrativa

Comentários Facebook
Etiquetas

Artigos relacionados

Fechar