Policial

DETALHES: assassino chegou a pé e executou apenado com 4 tiros dentro de casa em Vilhena

Polícia investiga autoria e motivação do crime.

O operador de escavadeira hidráulica e apenado do regime semiaberto Rafael Moura dos Santos, 32 anos, conhecido no mundo do crime pelo apelido “Iraque” foi executado com quatro tiros dentro da própria casa localizada em um conjunto de quitinetes na rua A2, bairro São José, em Vilhena.

A reportagem apurou junto as autoridades que eram por volta das 22h15 quando um homem a pé, saiu da avenida Barão do Rio Branco e subiu pela rua A2 até o conjunto de quitinetes, invadindo o local e indo em direção ao apartamento onde residia Iraque.

Após invadir a casa, o homicida sacou de uma arma de fogo e pegou a vítima de surpresa, efetuando os dois primeiros disparos, um atingindo o braço direito e o outro o braço esquerdo.

Rafael caiu no chão da casa e o homicida efetuou outro disparo, atingindo o olho da vítima e na sequência, efetuou o último disparo na região da nuca.

Logo depois, o criminoso se evadiu do local, pela mesma rua por onde havia chegado e não mais foi visto pelos moradores da região.

Diversas radiopatrulhas de Polícia Militar foram ao endereço e solicitaram a presença da unidade de resgate do Corpo de Bombeiros Militares, constatando-se o óbito de Rafael.

Rafael estava no regime semiaberto e era monitorado pela Justiça através da tornozeleira eletrônica, e segundo vizinhos, estaria trabalhando como operador de escavadeira hidráulica.

Informações não confirmadas e que ainda estão sendo confirmadas pela polícia, dão conta de que Rafael pertencia a facção denominada Comando Vermelho (CV) e o crime pode estar ligado ao crime organizado e acerto de contas.

A Polícia Civil através do Departamento de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP) deve investigar o homicídio.

 

 

 

 

Carlos Mont Serrate/Claudemir Sabino

Comentários Facebook
Etiquetas

Artigos relacionados

Fechar