Policial

Duas cidades de RO estão entre as cinco piores do Brasil no ranking de mortes violentas intencionais

Os dados são do Anuário Brasileiro da Segurança Pública,

Rondônia teve um aumento de 9,9% no número de mortes violentas intencionais em 2021, em comparação com o ano anterior, passando de 413 para 454. Só de homicídios dolosos foram 422 registros no último ano.

Os dados são do Anuário Brasileiro da Segurança Pública, divulgado nesta terça-feira (28). As mortes violentas intencionais são a soma dos registros de homicídio doloso, latrocínio, lesão corporal seguida de morte e mortes decorrentes de intervenções policiais.

Duas cidades do estado ficaram entre as cinco piores do país no ranking de mortes violentas, com uma taxa de quase 140 mortes por 100 mil habitantes.

Ranking de cidades com as maiores taxas de mortes violentas:

Município UF População Taxa de mortes por 100 mil habitantes
São João do Jaguaribe CE 7.577 224
Jacareacanga PA 6.952 199,2
Aurelino Leal BA 11.079 144,2
Santa Luzia D’Oeste RO 5.942 139
São Felipe D’Oeste RO 4.962 138,3

Série histórica

O Anuário da Segurança Pública começou a ser divulgado em 2007 com dados de 2005. Desde então, Rondônia já registrou mais de 7,5 mil vítimas por mortes violentas intencionais.

Nos últimos 10 anos da série histórica, o pior ano foi o de 2016, quando 586 vítimas foram contabilizadas, desde então os números estavam em queda, mas voltaram a subir a partir de 2019.

Série histórica de registros de mortes violentas em Rondônia
Número de vítimasMortes violentas intencionais20112012201320142015201620172018201920202021350400450500550600 

2019
● Mortes violentas intencionais: 402
Fonte: Anuário Brasileiro da Segurança Pública

Qualidade dos registros

Ainda de acordo com o Anuário, Rondônia também está entre os piores estados na qualidade estimada dos registros estatísticos, a frente apenas de Roraima.

Para definir o ranking de qualidade nos registros foram estabelecidos critérios como conceito, informações registradas, informações perdidas, convergência e transparência, sendo atribuídos no máximo 20 pontos para cada critério.

As piores notas do estado foram nos quesitos informações perdidas (7,50) e transparência (3,00), ficando com uma pontuação final de 51,29. O estado do Alagoas, classificado como o melhor em qualidade dos registros estatísticos, ficou com 91,34 pontos.

O Anuário

O Anuário Brasileiro de Segurança Pública se baseia em informações fornecidas pelas secretarias de segurança pública estaduais, pelas polícias civis, militares e federal, entre outras fontes oficiais da Segurança Pública.

O que diz o Governo de Rondônia?

O Governo do Estado de Rondônia por meio da Secretaria de Estado, da Segurança, Defesa e Cidadania (Sesdec) informou que está em fase de “minutar um termo de cooperação que será assinado entre o Estado e a União, para um planejamento de combate e enfrentamento aos índices de violência, esse plano vem sendo estudado pelas equipes de inteligência da Sesdec”.

O Estado disse ainda que o plano é unir as inteligências estaduais e federais e das forças armadas para compartilhar as informações.

Comentários Facebook

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo