Política

Em reunião com prefeitos em Vilhena, chefe da Casa Civil de Rondônia anuncia investimentos nos municípios do Cone Sul

Júnior Gonçalves disse que investimentos vão priorizar infraestrutura, educação e agricultura familiar


Nesta segunda-feira, 15, o chefe da Casa Civil do Governo de Rondônia, José Gonçalves da Silva Junior, cumpriu agenda no Cone Sul Rondônia onde se reuniu com prefeitos da região para ouvir as demandas dos municípios. Reuniões como esta devem se repetir em todas as regiões do Estado.

As demandas dos mandatários municipais irão subsidiar a elaboração de um plano de investimento do Governo do Estado. “Chegou o momento de municipalizar, ou seja, de vir com a pauta municipalista; entender essas demandas tratadas direto com os prefeitos. Não fazendo os prefeitos irem até Porto Velho, mas vindo até eles, e através dessa coleta de demandas o governador vai anunciar o pacote de investimentos em cada município”, pontuou o visitante.

A reunião aconteceu no auditório do Palácio dos Parecis, sede da prefeitura e Vilhena, e contou com a participação de autoridades regionais, como o deputado estadual Luizinho Goebel (PV), as prefeitas Sheila Mosso (DEM), de Chupinguaia, Lisete Marth (PV), de Cerejeiras e Valeria Garcia (PP) de Pimenteiras do Oeste; e os prefeitos José Ribamar Oliveira (PSB), de Colorado, Leandro da Saúde (PSB), de Corumbiara, Izael Dias Moreira (PP), de Cabixi, o e anfitrião do evento, Eduardo Japonês (PV), acompanhado da vice, Patrícia da Gloria. Também participou da reunião o prefeito de Pimenta Bueno, Arismar Araujo (PSL).

Júnior Gonçalves afirmou que os investimentos do Governo do Estado devem beneficiar três pontos principais: infraestrutura, educação e agricultura familiar.  Ele detalhou que na infraestrutra o Governo deve priorizar obras de asfaltamento urbano. Na educação, o foco será nas reformas de escolas. Enquanto que, agricultura familiar, dentre outras coisas, haverá foco na a manutenção das estradas.

Para o prefeito de Vilhena, Eduardo Japonês, a visita foi importante para aproximar o Estado dos municípios. “Depois de dois anos arrumando a casa, o Governo do Estado está mais próximo dos municípios.

Ele veio ouvir as demandas dos municípios para definir onde serão feitos os investimentos em infraestrutra, educação e agricultura familiar”, disse o prefeito, verbalizando ainda a urgência a efetivação do plano de investimentos: “Isso tem que ser rápido, a gente sabe que o período de chuvas está acabando e, se for o caso de obras, tem-se que apresentar os projetos o mais breve possível”.

Comentários Facebook
Fonte
Folha do Sul Online

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo