AGRO

Governo de RO reduz ICMS cobrado na saída de gado bovino para outros estados em 66,67%

Pecuaristas podem usufruir do benefício até o dia 31 de agosto e na operação, não devem ultrapassar a saída de 500 mil cabeças de gado bovino.

O Governo de Rondônia decretou a redução de 66,67% na base de cálculo do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), cobrado na saída de gado bovino para outros estados.

O decreto, publicado na última quarta-feira (11) no Diário Oficial do Estado (Diof), explica que os pecuaristas podem usufruir do benefício até o dia 31 de agosto e na operação, não devem ultrapassar 500 mil cabeças de gado bovino.

Para aproveitar o benefício, o contribuinte deve recolher, antes da saída do gado, 1% do valor do benefício ao Fundo Estadual de Sanidade Animal (FESA/RO), equivalente a 0,08% do valor da operação total. Segundo o Governo, este valor deverá ser recolhido em DARE específico.

Cobrança de 4%

Segundo o Governo, anteriormente, o imposto sobre essa operação era de 12% e agora, passa a ser de 4%. A proposta é cobrar um terço do valor normal e produzir a redução de dois terços de carga tributária.

Além disso, a redução na cobrança do ICSM tem como proposta “aumentar a saída de bovinos do estado, porque isso regulariza o estoque e estimula os frigoríficos a pagarem um preço melhor na arroba, já que tem alguém de fora também pagando mais”.

A preocupação com o fim do período chuvoso foi um dos principais incentivos para a publicação do decreto, já que neste período, o pecuarista é obrigado a vender o bovino.

De acordo com o Governo, “esse incentivo fiscal tem o intuito de estimular a venda para os outros estados e evitar um colapso na cadeia produtiva”.

Comentários Facebook
Fonte
Por g1 RO

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo