Colorado

Governo deve estender auxílio emergencial por 2 meses e prepara novo pacote social

A nova rodada do auxílio emergencial tem custo estimado em R$ 9 bilhões por mês, o que somaria R$ 18 bilhões.


O governo federal deve estender por mais dois meses do auxílio emergencial, nos moldes e valores pagos atualmente, de R$ 150 a R$ 375. Também está previsto um novo programa social que passaria a valer a partir de outubro.

Esse programa seria uma reformulação do Bolsa Família, para abarcar mais pessoas que hoje engordam a fila de espera para uma ajuda permanente. Além do novo Bolsa Família, o governo terá mais dois programas focados em jovens e em beneficiários do BPC (Benefício de Prestação Continuada).

Em conversas entre a equipe econômica e o ministério da Cidadania, a proposta era estender por mais três meses, até outubro, o auxílio emergencial.

Mas o ministro João Roma (Cidadania) quer lançar ainda em setembro o novo programa social. Segundo relatou uma fonte ao blog, a ideia é já ter no último trimestre do ano um programa que sirva de carro-chefe eleitoral do governo em 2022.

Em ano de eleição, o governo tem limitações para lançar programas sociais e fazer gastos que indiquem motivação eleitoral.

A nova rodada do auxílio emergencial tem custo estimado em R$ 9 bilhões por mês, o que somaria R$ 18 bilhões. Uma fonte da área econômica afirma que há uma sobra, dos recursos já autorizados pelo Congresso, de R$ 7 bilhões.

Comentários Facebook
Fonte
G1

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo