Policial

Grupo é preso por extrair madeira de Terra Indígena em Vilhena

PM foi quem flagrou o crime ambiental, segundo a PF. Caso vai continuar sendo investigado.

Três homens foram presos por extração ilegal de madeira em Vilhena (RO), no Cone Sul, no fim da tarde de sexta-feira (29). Segundo a Polícia Federal (PF), a Polícia Militar (PM) foi quem flagrou o crime ambiental.

A prisão dos suspeitos ocorreu quando eles transportavam cargas de madeira em caminhões. Não foi divulgado o local exato da prisão e nem informações de quem são os madeireiros.

As toras transportadas no caminhão teriam sido derrubadas na Terra Indígena Tubarão Latunde, de acordo com informações obtidas pela PF.

 

“Após representação do Delegado de Polícia Federal, a Justiça Federal determinou a prisão preventiva dos mesmos, que se encontram na Casa de Detenção de Vilhena”, informou a PF na noite de sexta-feira.

O grupo preso vai continuar sendo investigado pela PF, por causa da suspeita de participação na destruição de florestas em Rondônia.

Comentários Facebook
Fonte
G1/RO
Etiquetas

Artigos relacionados

Fechar