Regional

Operação de fiscalização ambiental apreende 12 dragas atuando de forma ilegal em Rio de Rondônia

A ação de fiscalização, foi realizada dentro da Apa do Rio Madeira (área de Proteção Ambiental) e visou impedir a extração irregular de minérios

Equipes envolvidas na ação de fiscalização que teve o objetivo de impedir a extração irregular de minérios no rio Madeira

Teve início na manhã de sexta-feira (24), a operação conjunta da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Ambiental (Sedam) e a Polícia Militar Ambiental (PMA), com o apoio do Exército Brasileiro. A ação de fiscalização foi realizada dentro da Área de Proteção Ambiental (APA) do rio Madeira e visou impedir a extração irregular de minérios.

Durante o final de semana de operação foram abordadas 12 balsas, que estavam realizando garimpagem na área de proteção ambiental,  segundo o Boletim de Ocorrência da Polícia Militar Ambiental foram apreendidos mais de mil gramas de mercúrio, aproximadamente 132 gramas de ouro e 264 gramas de ouro azogado. Todo o material apreendido dentro das embarcações foi entregue à Polícia Federa. Além disso, as dragas só são devolvidas aos proprietários após a retirada dos motores pelo Exército, conforme informado pelo capitação Jairo, da Polícia Militar Ambiental.

O secretário de Desenvolvimento Ambiental, Elias Rezende, ressalta a importância do apoio incondicional da Polícia Militar Ambiental em ações de fiscalização da Sedam, trabalho que demonstra a qualidade e precisão das atividades desenvolvidas pela secretaria. O secretário disse, ainda, que a Sedam espera um avanço grande as ações de fiscalização durante o ano de 2020.

A ação de fiscalização dentro da Apa do Rio Madeira permanece em andamento e os moradores de Porto Velho e região podem informar caso presenciem algum tipo de crime ambiental. “A população pode realizar denúncias ao registrar o flagrante com fotos, vídeos ou informar os nomes dos envolvidos à Sedam”, destacou Elias Rezende.

As denúncias também podem ser informadas por meio do número (69) 3212-9613 (Coordenadoria de Proteção Ambiental) e (69) 3212-9648 / 98482-8690 (Ouvidoria Ambiental), ou ainda, o Batalhão de Polícia Ambiental (BPA), pelo número (69) 3230-1088. A identidade do cidadão será mantida em sigilo absoluto.

Lívia Balbino Guimarães Fotos: Lívia Balbino Guimarães

Comentários Facebook
Etiquetas

Artigos relacionados

Fechar