Nacional

PSL expulsa do partido madeireiro que deu tapa na cara de morador de rua

O caso de agressão ganhou repercussão na última quinta-feira (9), em nível nacional, por meio das redes sociais.

O madeireiro Adonias Correia de Santana, de 43 anos, que estava com o empresário Hildebrando José Pais dos Santos – responsável por filmar toda agressão ao homem em situação de rua Anderson Luis da Silva na última segunda-feira (06), em Sinop (distante 485 km de Cuiabá) -, foi expulso dos quadros do PSL de Tabaporã, onde mora.

Conhecido com ‘Tiririca’ ele perdeu o cargo de tesoureiro na sigla e está proibido de falar em nome da agremiação partidária.

O deputado estadual Elizeu Nascimento – recentemente filiado ao PSL -, já havia advertido nesta última quinta-feira (09), que o agressor seria expulso da legenda. A decisão de expulsar Adonias foi tomada pelo presidente da Executiva do PSL de Tabaporã, Harold Borchardt.

O caso de agressão ganhou repercussão na última quinta-feira (9), em nível nacional, por meio das redes sociais. Mas foi gravado na segunda-feira (6), por volta das 12h30. Dezenas de páginas foram compartilhando o vídeo, debatendo sobre atitudes e discursos de ódio.

Homem que apanhou na rua.jpg

A comoção foi tão grande que o ex-jogador Juninho Pernambucano virou nesta sexta-feira (10), um dos assuntos mais comentados do Twitter após anunciar ajuda à vítima.

O ídolo – de acordo com matéria que circulou nesta sexta-feira (10), no site diariodocentrodomundo -, contratou um advogado para auxiliar a vítima Anderson Luis.

Entenda o caso

Na última segunda-feira (06), em Sinop(distante 485 km de Cuiabá), o madeireiro Adonias Correia de Santana, de 43 anos, de Tabaporã, acabou sendo identificado como o homem que deu um tapa na cara de um homem em situação de rua. Também foi identificado o motorista da caminhonete Hilux que gravou o vídeo, na crença que ao jogar o material na rede ganharia adesão à ação, foi também identificado pela Polícia Civil [responsável pela investigação do caso], como Hildebrando José Pais dos Santos, empresário na região.

A humilhação imposta a vítima, após o vídeo da agressão covarde circular nas redes sociais, gerou indignação nacional.

Anderson Luis pedia ajuda usando um cartaz com a frase ‘estou com fome, você pode me ajudar’?, no cruzamento de duas avenidas da cidade no momento em que foi abordado pelo agressor que estava no banco do carona da pick-up.

O vídeo mostra o agressor dando R$ 20 ao rapaz e, em seguida, pergunta se a situação está difícil por conta da paralisação na cidade. A vítima, acreditando naquele momento que estaria diante de pessoas prestes a realizar uma ‘boa ação’, ainda chegou a responder, após pegar o dinheiro, que a situação estaria complicada. E quando o homem oferece mais dinheiro ele, obviamente, se aproxima do carro, quando é surpreendido com um tapa na cara e um recado: ‘vai trabalhar, rapaz’.

Depois disto as redes sociais não param de citar Adonias, como em post recente no Twitter em que o madeireiro é apontado como alvo de 22 ações na Justiça. (Veja abaixo)

madeireiro que bateu em morador de rua 2.png

Veja o vídeo

Vilhena Notícias

 

Comentários Facebook
Etiquetas

Artigos relacionados

Fechar