Vacina Covid-19

Rondônia recebe mais 51.400 doses de vacinas contra a Covid-19

São 51.400 doses, sendo um lote contendo 46.400 da CoronaVac e um lote de 5 mil doses da AstraZeneca

O Governo do Estado de Rondônia, por intermédio da Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa), recebeu na tarde desta quinta-feira (1º), na Central Estadual de Rede de Frio, em Porto Velho, mais uma remessa de vacinas contra a Covid-19, com 51.400 doses. Foram enviados dois lotes, sendo um contendo 46.400 doses da CoronaVac e um outro com 5 mil doses da AstraZeneca.

Nesta nova remessa será incluída a vacinação da primeira dose aos profissionais da Força de Segurança e Salvamento e Forças Armadas que estão atuando diretamente na linha frente do enfrentamento à Covid-19.

Seguindo os critérios adotados para a indicação do público alvo da campanha de vacinação contra a Covid-19, definidos no Plano Nacional de Operacionalização – PNO, desta vez os imunizantes serão destinados ao público alvo da seguinte forma: segunda dose, para os trabalhadores da saúde, pessoas de 75 a 79 anos, pessoas de 70 a 74 anos; primeira dose para pessoas de 65 a 69 anos; e, agora, parte dos profissionais da força de segurança e salvamento, e Forças Armadas.

Diretor executivo da Agevisa reforça a importância da celeridade na vacinação

O diretor executivo da Agevisa, Edilson Batista lembrou que com a chegada da remessa, o Governo de Rondônia passa a alcançar, de acordo com o Programa Nacional de Imunização (PNI), a 100% da população de 70 anos acima, de doses distribuídas. Ele reforçou ainda a importância da inserção dos dados de vacinação no sistema Portal Covid, por parte das prefeituras com intuito de promover e garantir a transparência.

“Pedimos aos secretários municipais e aos prefeitos que deem andamento à vacinação, com celeridade e empenho. Pois só com empenho é que conseguiremos salvar vidas. Continuamos nessa luta árdua para que a população seja imunizada e por isso pedimos que tão logo as prefeituras recebam essas doses, que façam a aplicação na população”, solicitou o diretor.

DISTRIBUIÇÃO

Com a chegada da 11ª remessa de vacinas entregues pelo Ministério da Saúde (MS) Rondônia já ultrapassa a quantidade de mais de 250 mil doses distribuídas. O diretor executivo da Agevisa, Edilson Batista explica que os critérios adotados para a distribuição das vacinas aos municípios são definidos de acordo com o cronograma nacional de imunização.

Desta vez, conforme citado pelo diretor, as doses serão distribuídas para cada Regional de Saúde nas seguintes quantidades: Ji-Paraná, 11.550 doses; Cacoal, 25.570; Vilhena, 4.400; Ariquemes, 6.747; Rolim de Moura, 5.260 e Porto Velho, 14.303.

O coordenador Estadual de Imunização da Agevisa, Ivo Barbosa, explicou sobre os critérios para o armazenamento dos imunizantes em que é utilizada uma câmara de conservação dos imunobiológicos em uma temperatura entre 2 e 8 graus. Por essa razão é de suma importância a celeridade no processo de vacinação.

“Nós reforçamos o pedido aos prefeitos, para que essas vacinas não demorem muito nas câmaras de conservação dos imunobiológicos, porque os imunizantes são importantes para que sejam aplicados, o mais rápido possível na população, justamente para quebrar a cadeia de transmissão do vírus. Pois só assim, a gente consegue diminuir os casos e deixar de sobrecarregar as unidades hospitalares”, salientou Ivo Barbosa.

COMPROMISSO

O Governo de Rondônia tem mantido a postura de distribuir rapidamente as doses de vacinas aos municípios, para completar em tempo hábil o esquema vacinal recomendado de imunizante, e dado transparência às ações de vacinação por meio do Portal da Covid-19. A previsão é que semanalmente, Rondônia possa receber novos lotes de vacinas a serem, consequentemente, distribuídas aos municípios.

Mesma que ainda parcialmente, a chegada das vacinas traz consigo um pouco de alívio para a população e a esperança do fim de todo o cenário pandêmico. Mas, ainda não passou. É por isso que o Governo de Rondônia tem reforçado à importância dos cuidados com a higienização das mãos, o uso de máscara fácil, além do distanciamento social e o cumprimento das determinações estabelecidas pelo decreto estadual.

Comentários Facebook
Fonte
Secom - Governo de Rondônia

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo